Cinco dos melhores passeios para “turistar” em Genebra

Cinco dos melhores passeios para "turistar" em Genebra

Genebra é uma cidade localizada na Suíça, às margens do Lago Genebra. É a segunda maior cidade do país, cerca de 200 mil habitantes de acordo com o site oficial. depois de Zurique com 400 mil habitantes. Genebra é uma cidade conhecida por sua beleza natural, riqueza e sua cultura e sua história. Se você pensa em imigrar, vale a pena tirar um tempinho para fazer um passeio pela cidade. Então, nós da LF Consultoria separamos os cinco melhores passeios.

Pontos turísticos que você deve visitar em Genebra:

Jet d’Eau:

Jet d’Eau | imagem de: Christel de Pixabay

Começando com ele, sem dúvida alguma, uma das atrações mais famosas na lista.
O Jet d’Eau em Genebra, Suíça, não começou originalmente como uma atração turística, mas sim como uma bomba de água. No final do século XIX, a cidade instalou uma bomba para controlar a pressão da água na cidade. A fonte que conhecemos hoje é uma versão mais recente dessa instalação. Com isso se tornou umas fontes mais altas do mundo. O jato de água atinge uma altura notável, alcançando cerca de 140 metros (460 pés). Isso o torna um marco proeminente na paisagem de Genebra. O jato de água é alimentado por duas bombas submersas poderosas, que funcionam continuamente. Cerca de 500 litros de água por segundo são expelidos a uma velocidade incrível. Sua iluminação à noite deixa o ambiente muito mais agradável, com suas de luzes coloridas, o que adiciona um toque espetacular à sua aparência. A iluminação noturna é particularmente impressionante e contribui para a atmosfera encantadora da área. A fonte está localizada no meio do Lago Genebra, perto da costa, e é acessível a pé a partir do centro da cidade. Isso a torna uma atração facilmente visitada por turistas e moradores locais. O Jet d’Eau tornou-se um símbolo icônico de Genebra e é frequentemente associado à cidade. Sua presença é destacada em cartões postais, guias turísticos e outros materiais promocionais que representam a cidade suíça.

Jet d’Eau
Quai Gustave-Ador, 1207 Genève, Suíça (como chegar)
Entrada: Grátis
Website: ville-geneve.ch
Dias e Horários: Sempre Aberto

Catedral de São Pedro:

Catedral de São Pedro | Imagem: Wikipedia Commons

Uma das catedrais mais antigas da Suíça, começou a ser construída no final do século XII e foi concluída no século XVIII, sofreu importantes transformações no século XVI. A catedral desempenhou um papel significativo na Reforma Protestante em 1535. João Calvino, um dos líderes da Reforma, pregou na catedral no século XVI. Se tornando um local de devoção protestante. A catedral possui uma torre de observação que oferece uma vista deslumbrante de Genebra e dos Alpes suíços. No entanto, subir até o topo pode ser desafiador com seus 157 degraus íngremes. Vale ressaltar que você também precisa visitar o sítio arqueológico abaixo da Catedral. Podemos dizer que a arquitetura Gótica e Românica da Catedral de São Pedro combina elementos, refletindo as mudanças ao longo dos séculos. Seu Relógio Astronômico do século XVI, é uma atração popular entre os visitantes. O relógio exibe a hora, a data, os signos do zodíaco e as fases da lua. E Durante as obras de restauração no século XIX, foram realizadas escavações arqueológicas que revelaram vestígios de estruturas antigas, incluindo uma basílica paleocristã. A Catedral de São Pedro em Genebra é uma peça central da história e da arquitetura da cidade, e sua visita proporciona uma experiência rica em cultura e patrimônio.

Cathédrale Saint-Pierre Genève
Cr de Saint-Pierre, 1204 Genève, Suíça (Como chegar)
Entrada: Grátis
Website: cathedrale-geneve.ch
Dias e Horários: Segunda a Quinta: 10h às 17h30
Sexta: 10h às 13h30 | 16h às 17h30
Sábado: 10h às 17h30
Domingo: 12h às 15h

Museu Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho:

Museu Internacional da Cruz Vermelha | Imagem: Wikipedia Commons

O Museu Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho está localizado em Genebra, Suíça, e é dedicado à história e às atividades humanitárias dessas organizações. Ele foi inaugurado em 29 de Outubro de 1988 e passou por uma grande reforma em 2013. O prédio foi projetado pelo renomado arquiteto suíço Jean Nouvel. O museu oferece exposições interativas e multimídia que proporcionam aos visitantes uma experiência imersiva sobre o trabalho da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho em todo o mundo. O museu recebeu vários prêmios, incluindo o European Museum of the Year Award em 2007, em reconhecimento ao seu papel educativo e à sua contribuição para a compreensão das questões humanitárias. Seu acervo é notável, incluindo uma vasta coleção de objetos históricos, fotografias, documentos e exposições que destacam os esforços humanitários em situações de guerra, desastres naturais e crises humanitárias. Tem uma tecnologia inovadora, como realidade virtual e aumentada, para proporcionar aos visitantes uma experiência envolvente e educativa. Isso ajuda a contar histórias impactantes sobre o trabalho das organizações humanitárias. O museu abriga um importante arquivo histórico, que inclui registros detalhados sobre o trabalho e as missões da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho ao longo do tempo. Além de suas exposições, o museu tem um forte foco na educação, oferecendo programas educacionais para escolas e grupos, a fim de aumentar a conscientização sobre questões humanitárias e promover valores como solidariedade e compaixão. Contudo visitar o Museu oferece uma oportunidade única para aprender mais sobre a história e o impacto das organizações humanitárias em todo o mundo.

Musée international de la Croix-Rouge et du Croissant-Rouge
Av. de la Paix 17, 1202 Genève, Suíça (como chegar)
Entrada: *15 CHF (site oficial)
Website: redcrossmuseum.ch
Dias e Horários: Terça a Domingo: 10h às 17h

Palais des Nations (Palácio das Nações)

Palais des Nations | Imagem: Wikipedia Commons

O Palais des Nations, que significa “Palácio das Nações” em francês, é um edifício localizado em Genebra, Suíça e serve como sede europeia das Nações Unidas, foi originalmente construído para abrigar a Liga das Nações, a precursora das Nações Unidas. Construído entre 1929 e 1938. A Liga da Nações Unidas foi dissolvida durante a Segunda Grande Guerra. Mundial. Após a Segunda Guerra Mundial, o edifício foi entregue para as Nações Unidas em 1946. Desde então, tem sido um importante centro de conferências e negociações internacionais. Uma parte significativa do Palais des Nations é dedicada à promoção dos direitos humanos. A Sala dos Direitos Humanos é um local importante para reuniões e discussões relacionadas a questões de direitos humanos. Além disso, o edifício abriga o escritório da Aliança de Civilizações, uma iniciativa da ONU para promover a compreensão intercultural e a paz. O Salão das Assembleias é uma das principais salas de conferência do Palais e é frequentemente usado para reuniões importantes. O salão apresenta uma notável escultura suspensa, conhecida como “O Espírito da Paz”, criada pelo escultor catalão Josep Maria Subirachs. Uma característica única é a Torre da Torneira, que é uma torre de água que simboliza a doação de crianças suíças para a construção do Palácio. A torre é agora um marco icônico no local. Seus extensos jardins que o cercam são conhecidos como Jardim das Nações Unidas. O jardim oferece um ambiente tranquilo para delegados e visitantes, proporcionando um contraste interessante com as intensas negociações que ocorrem dentro do edifício. O Palácio das Nações é localizado no centro do Parc de l’Ariana esse é um lugar importante para entender as relações internacionais, e é o maior centro das ONU depois de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Mais de 30.000 delegados passam pelo centro anualmente. Você Já colocou este lugar na sua lista?

Palais des Nations
8, Av. de la Paix 14, 1211 Geneva, Suíça (como chegar)
Entrada: *12 CHF a 280 CHF (site oficial)
Website: ungeneva.org
Dias e Horários: Segunda a Sexta: 8h30 às 17h

Musée d’Art et d’Histoire (Museu de Arte e História)

Musée d’Art et d’Histoire | Imagem: Wikipedia Commons

Inaugurado em 1910, o Museu de Arte e História em francês “Musée d’Art et d’Histoire” é um dos maiores museus da Suíça. Ele abriga uma vasta coleção de artefatos históricos. O museu possui uma vasta gama de coleções, incluindo pinturas, esculturas, artes decorativas, arqueologia, numismática e artes aplicadas. Essa diversidade permite aos visitantes explorar várias facetas da história e da cultura. Ele é conhecido por sua coleção abrangente de arte europeia, desde a Idade Média até o século XX. Além disso, também abriga uma interessante coleção de arte oriental, incluindo peças do Extremo Oriente e do Oriente Médio. Algumas das peças notáveis do museu podem incluir obras de artistas renomados, artefatos históricos importantes e objetos culturais fascinantes. Cada uma dessas peças pode contar uma história única. Além das exposições permanentes, o museu muitas vezes organiza exposições temporárias que destacam diferentes aspectos da arte e da história. Essas exposições proporcionam aos visitantes uma experiência renovada em cada visita. O Musée d’Art et d’Histoire está localizado em um edifício impressionante e histórico. A arquitetura do prédio por si só pode ser uma atração para os amantes de história e arquitetura. Vale ressaltar que é sempre aconselhável verificar informações mais recentes, como exposições em curso, horários de funcionamento e eventos especiais, antes de planejar sua visita, pois esses detalhes podem ter mudado desde a minha última atualização.

Musée d’Art et d’Histoire
Rue Charles-Galland 2, 1206 Genève, Suíça (como chegar)
Entrada: Grátis (site oficial)
Website: mahmah.ch
Dias e Horários: Segunda, Quarta, Sexta, Sábado, Domingo: 11h às 18h
Quinta: 12h às 21h

Conclusão

Esses são apenas alguns dos muitos pontos turísticos e atividades maravilhosas que Genebra tem a oferecer. A cidade tem uma mistura única de história, cultura e beleza natural que certamente encantará você. Se você está considerando imigrar para Genebra, estou aqui para ajudar. Compartilharei experiências, dicas práticas e informações essenciais para tornar sua transição suave e bem-sucedida. Não hesite em entrar em contato e iniciar esta emocionante jornada de planejamento para a sua nova vida em Genebra. Estou ansioso para guiá-lo nesta incrível aventura! Fale comigo no Whatsapp ou acesse o nosso Website

Uma resposta

  1. Desde que ouvi falar da sua impressionante arquitetura e rica história, tenho sonhado em visitar esse marco tão significativo. Acredito que a Catedral não é apenas uma obra-prima arquitetônica, mas também um local que respira cultura, espiritualidade e tradição. Adorei o post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flávio Pinheiro

Flávio Pinheiro

Casado, Designer Gráfico, desenvolvedor de Website.

Post Relacionados:

Cinco dos melhores passeios para “turistar” em Genebra

Cinco dos melhores passeios para “turistar” em Genebra

Genebra é uma cidade conhecida por sua beleza natural, riqueza e sua cultura e sua história. Se você pensa em imigrar, vale a pena tirar um tempinho para fazer um passeio pela cidade. Então, nós da LF Consultoria separamos os cinco melhores passeios.

Morar em Genebra – Cinco motivos para morar.

Morar em Genebra – Cinco motivos para morar.

Genebra é uma das cidades mais importantes da Suíça e do mundo, sede de diversas organizações internacionais, como a ONU e a Cruz Vermelha. Além de ser um centro político e diplomático, Genebra também oferece uma alta qualidade de vida, uma rica cultura e uma bela paisagem. Neste artigo, vou apresentar cinco motivos para morar em Genebra, baseado na minha pesquisa e na minha opinião pessoal.

Entendendo o Chômage na Suíça: Requisitos e Processo de Inscrição

Entendendo o Chômage na Suíça: Requisitos e Processo de Inscrição

A Suíça é conhecida por sua qualidade de vida, estabilidade econômica e sistemas sociais bem desenvolvidos. Entre esses sistemas está o “Chômage”, o seguro-desemprego suíço, que oferece suporte financeiro temporário para trabalhadores que perderam seus empregos. Neste artigo, exploraremos o que é o Chômage na Suíça, como funciona o processo de inscrição e os requisitos para se qualificar.

Palavras originárias do Francês que todo Brasileiro usa

Palavras originárias do Francês que todo Brasileiro usa

Você sabia que muitas palavras que usamos no nosso cotidiano têm origem na língua francesa? Isso mesmo, o português brasileiro é rico em galicismos, ou seja, palavras que foram incorporadas da língua francesa ao longo da história. Algumas dessas palavras são:

Cinco dos melhores passeios para “turistar” em Genebra

Cinco dos melhores passeios para “turistar” em Genebra

Fizemos a parte um que você encontra aqui. E agora vai mais cinco dos melhores passeios para fazer em Genebra (Parte dois). Já sabemos que Genebra é uma cidade localizada na Suíça, às margens do Lago Genebra. É a segunda maior cidade do país, cerca de 200 mil habitantes de acordo com o site oficial. depois de Zurique com 400 mil habitantes. Genebra é uma cidade conhecida por sua beleza natural, riqueza e sua cultura e sua história. Se você pensa em imigrar, vale a pena tirar um tempinho para fazer um passeio pela cidade.